Última palestra do Fórum sobre Crimes Financeiros cobra punição para criminosos virtuais

Última palestra do Fórum sobre Crimes Financeiros cobra punição para criminosos virtuais

“A nova fronteira do crime financeiro: lavagem de dinheiro virtual”. Esse foi o tema da última palestra do 1º Fórum Nacional sobre Crimes Econômico-Financeiros da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), realizado em Curitiba. Quem compartilhou suas experiências sobre o assunto foi o perito criminal federal Silvino Schlickmann Junior.

Schlickmann atuou durante quatro anos no setor de crimes cibernéticos da Interpol, em Singapura. Lá, ele teve a oportunidade de conhecer a atuação da polícia de outros países, entender como a sociedade reage aos atos ilícitos, além de analisar meios eficientes para a luta contra a criminalidade.

O perito federal destacou a importância do combate à corrupção e à lavagem de dinheiro também no mundo virtual. Segundo ele, os criminosos estão cada vez mais audaciosos e buscam sempre novas formas de cometerem delitos. “Existe uma grande convergência entre os crimes financeiros e os cibernéticos. A motivação destes criminosos é obter qualquer tipo de lucro”, afirmou.

Ele ponderou que a diferença do crime cibernético com os demais atos é a possibilidade de haver mão dupla. Schlickmann defendeu ainda que os criminosos virtuais também precisam ter as suas respectivas punições. “Infelizmente, muitas dessas pessoas têm a certeza de que não vão ser punidas. Isso precisa mudar. É preciso analisar os dados, investigar e punir efetivamente os criminosos”, resumiu.