Peritos criminais federais participam de curso de Local de Crime na Academia Nacional de Polícia

postado 29/09/2017 por

As duas últimas semanas de setembro reuniram cerca de 20 peritos criminais federais na Academia Nacional de Polícia para participarem de um curso de Local de Crime

 

Em tempos de excessivo uso do instituto da delação premiada, a prova material ganha força por tratar-se de análise técnico-científica. A coleta dos vestígios que podem se tornar provas ao longo do processo exige certo rigor no trabalho realizado por peritos criminais federais que atuam em locais de crime. A fita de isolamento delimita o perímetro que não deve ser ultrapassado até a entrada dos profissionais, nada na cena de um crime pode ser alterado. Diversos vestígios serão analisados e servirão de base para condenar ou absolver um suspeito.

 
Até o final dessa semana, 20 peritos criminais federais de diversos estados participaram de um curso de treinamento de local de crime. O curso contou com alguns cenários montados na própria Academia Nacional de Polícia. Entre eles, a simulação de um laboratório de refino de cocaína e produção de ecstasy localizado em uma cabana em meio à mata. O objetivo do perito nessa situação é amostrar as substâncias e caracterizar aquele local como um laboratório de produção de drogas clandestinas.
 
 
 
 
Outra prática do curso foi realizada no estande de tiros, esse exercício busca demostrar como, a partir da ejeção dos estojos, é possível calcular a posição do atirador. Além disso, são realizados disparos em diversas superfícies como vidro, madeira para verificar como são formados os orifícios e assim, determinar o calibre da arma utilizada no crime. Destaque também para o exercício de análise de manchas de sangue, que podem contar aos peritos a dinâmica de um crime.
 
 
 
Sexta-feira, 29 de setembro de 2017
Fonte: Agência APCF
 

SHIS QI 9 Conjunto 11 CS 20 - Lago Sul CEP:71625-110
Brasília - DF
 

Telefones: (61) 3345.0882 / 3346.9481 / 3346.7235 / 3345.1123  
Email: apcf@apcf.org.br