Falta de efetivo no Instituto-Geral de Perícias atrasa serviços no RS

postado 11/5/2017 por

IGP trabalha com apenas 37% do efetivo considerado necessário. Número de médicos legistas hoje é de 85, enquanto o ideal seria 200 profissionais para a função

 
O efetivo do Instituto-Geral de Perícias do Rio Grande do Sul está 37% menor do que o necessário, de acordo com o próprio órgão. São 85 médicos legistas em todo o estado, enquanto o número considerado ideal é de 200 profissionais. O resultado da defasagem é a demora e até a ausência do serviço em algumas regiões.
 
Em Cacequi, na Região Central do estado, foi encontrado o corpo de José Edenilson Rodrigues, que acabou enterrado como indigente porque estava sem documentos. Ele foi levado para São Gabriel, distante cerca de 100 km para que fosse realizada a necropsia. Mais tarde, retornou para a cidade onde foi encontrado porque o Instituto Médico-Legal (IML) de São Gabriel não tem câmara fria.
 
A família de José Edenilson ficou indignada e planeja processar o estado. "A reparação de dano é inarredável e também para que o estado, que tem o direito de punir, também tenha o dever de reparar os danos às pessoas e às famílias", afirmou Luiz Paulo Flores, advogado da família da vítima.
 
Outra morte também causa indignação. Foi em Passo Fundo, onde o corpo de Maria Elizabete do Nascimento de Oliveira, de 17 anos, foi velado nesta quarta-feira (10). Ela morreu atropelada na noite de terça-feira (9) na ERS-135. Familiares dizem que o IML demorou 12 horas para liberar o corpo para o velório.
 
"A espera, a agonia é horrível. A mãe ali ajoelhada gritando, o pai. Isso é muito triste", reclama a tia da adolescente, Silvana Rodrigues. Já os moradores de Erechim, no Norte do estado, têm um médico legista e não têm perito criminal. Por isso, é preciso que um profissional se desloque de Passo Fundo até a cidade. Nos fins de semana, o IML só tem plantão uma vez por mês. De acordo com o responsável pela unidade de Erechim, faltam pelo menos dois profissionais.

Quinta-feira, 11 de maio de 2017
Fonte: G1

SHIS QI 9 Conjunto 11 CS 20 - Lago Sul CEP:71625-110
Brasília - DF
 

Telefones: (61) 3345.0882 / 3346.9481 / 3346.7235 / 3345.1123  
Email: apcf@apcf.org.br